O Impacto do QA no seu time Ágil - Blog 4ALL Tests
Carregando:

O Impacto do QA no seu time Ágil

O Impacto do QA no seu time Ágil

O Impacto do QA no seu time Ágil

O processo de automação é realizado quando já se tem um domínio completo da regra de negócio e ocorre uma execução dos testes manuais bem performados. Este foi o pensamento que criei em meio a elaboração do tema de como um QA pode trazer impactos positivos a sua equipe trabalhando em um ambiente Ágil.

 

Pontuo isso não só por defender que a automação de software é um processo decorrente dado a boa estrutura processual do Teste Manual, mas também por ser imprescindível que tenhamos conhecimento amplo de quando aplicar a automação.

 

Tais vantagens ocorrem porque trabalham em um ambiente que descaracteriza o perfil testador para o perfil Garantidor de Qualidade do ciclo de vida de um software, atuando com mais atividades e skills em tempo curto, e atuando com automação de software de maneira a ser um crescente da agilidade.

 

De acordo com a Foundation Level Syllabus (versão 2018) “O teste de software é um processo que inclui muitas atividades diferentes, e a execução do teste (incluindo a verificação dos resultados) é apenas uma dessas atividades”.

 

O Garantidor de Qualidade atua em muitas frentes e a execução do teste é apenas uma dessas atividades.

 

Para exemplificar usaremos o Scrum, Framework – escolhido por melhor explanar o modelo ágil e por ser a opção mais comum nos times de desenvolvimento multidisciplinares.

 

Vamos agora dividir as atuações do QA com os papéis definidos no Scrum para pontuar as atividades do QA:

 

O impacto do QA junto ao Product Owner

 

As atividades que podem ser exercidas muito antes de ter um software para testar vai trazer experiência, boa visão e conhecimento do QA para com seu time e áreas externas.

 

Para isso, é necessário sermos participativos nos refinamentos com os Stakeholders, nos apresentando como os defensores das seguintes fases:

 

1)     Nas solicitações e regras de negócio dos Stakeholders;

2)     Dividindo a carga de conhecimento daquele Product Backlog;

3)     Evoluindo-se então para um QA com skill de 2º referência no momento de Sprint backlog.

 

Outro ponto que pode trazer impacto é o QA ter o entendimento do necessário para o Pronto (saber quando realmente a entrega está com qualidade equivalente ao esperado) e Defensor do processo Definition of Done, em que devido a circunstâncias passageiras pode tender a serem em partes esquecidos.

 

O impacto do QA junto ao Scrum Master

 

Ao ter trabalhado pela primeira vez em uma empresa que levava os conceitos do Scrum a risca, fiquei um pouco preocupado ao ver uma pessoa exercendo o Papel de Scrum Master.

 

Isso porque minha origem era de locais em processo de desenvolvimento, no qual eu também atuava como evangelizador dos processos de Scrum.

 

Essa visão foi alterada quando percebi que junto ao SM, poderia ter um relacionamento mais aberto para divulgação e atenção ao status Evolutivo da Sprint; fortalecer a precaução de conflitos entre QA e DEV (conflitos agora raros em modelos ágeis devido a comunicação multilateral exigida para o ambiente) e então continuar na defesa do desenvolvimento de processos em um ambiente Ágil com o SM que terá formação conjunto a atuação mais conhecedora.

 

 

O impacto do QA junto ao time de Desenvolvimento

 

Após as diversas atividades que foram exercidas com os outros papeis, é nítido que a visão de testador não é mais consistente para ninguém.

 

Porém, mesmo o QA já estando no seu papel pertencente que é o Dev Team, ainda não é o momento de executamos os testes.

 

Isso porque, ainda podemos afunilar positivamente um relacionamento  mais tecnológico com sua Equipe de Desenvolvedores baseado na Regra de Negócio, na desmistificação do bug como falha do desenvolvedor (registrando todos bugs) e estabelecendo uma comunicação menos burocrática com o Desenvolvedor.

 

O que ocasiona um menor número de incidentes críticos na reta final do produto e a redução de custo de manutenção.

 

Conclusão

 

Estes foram os pontos em que o QA pode atuar trazendo impacto nos 3 Papeis alinhados ao Scrum para com o Ágil.

 

Como atuamos em uma área interligada a várias pontas, vale ressaltar que muitos tem dificuldade de exercer suas atividades de QA sob de uma nova implementação e também fazer a automação de teste no modelo Sprint + 1,  automação de testes do incremento entregue na ultima Sprint.

 

Iniciamos então mostrando os benefícios de quando se é possível mesclar também essas atividades:

 

- Desenvolvimento de um backlog completo do sistema;

- Execução de Testes Regressivos,

- Criação de sistema Gerador de massa de teste;

- Implantação de melhorias em razão do envolvimento com a automação.

 

A automação inserida nas Sprints como apenas umas das demais atividades do QA é algo que levanta questões entre a comunidade e que seria oportuno discutimos em outro momento.

 

Pela importância do conteúdo, quero agradecer pelo espaço concedido e me colocar a disposição para ajudar e aprender mais nas discussões de Equipe.

 

 

 

 


Compartilhe :
   
Tags :
QA  

Jônatas Xavier